maio 27, 2004

Variações linguísticas regionais

Mais uma vez, preciso da tua ajuda! Tenho que preparar umas aulas sobre variações linguísticas regionais. Trocando por miúdos, precisava de saber diferenças do uso de palavras conforme a zona onde se mora.

Por exemplo: Em Lisboa, café diz-se «Bica» e no Porto, «Cimbalino». Será que se diz diferente no Norte, no Centro e no Sul?

Diz-me como se diz na tua região: pão, café, sande, casa, água, vinho, sei lá... Tudo o que te lembrares que seja diferente do Português Padrão. OK?

Desde já os meus agradecimentos a todos os que me ajudaram com as palavras em az,ez,iz,oz,uz e -esa,eza :-) Foram amorosos!

Posted by jaleli at maio 27, 2004 02:38 PM
Comments
No meu diz-se brad, coffee, sandwich, house, water, wine. Nice é o mesmo que fish. Posted by: TNT at maio 27, 2004 07:19 PM
Batata, na Madeira, é semilha. Posted by: c. a. p. at maio 27, 2004 10:37 PM
Não sei se será novidade para ti mas para mim foi. Em Leiria quando um aluno delata outros, dizem que ele "se" chibou. Terá a ver com chibata? Posted by: Henrique at maio 27, 2004 11:18 PM
Estas coleccionei quando trabalhei em Lisboa (quando os meus colegas riam das minhas expressões): No Porto, "à minha beira", em Lisboa, "ao pé de mim" No Porto, "guarda-chuva", em Lisboa, "chapéu-de-chuva" No Porto, "fino", em Lisboa, "imperial" No Porto, "maçã", em Lisboa, "pêro"(acho que apenas vale para algumas maçãs, penso que as golden, nunca percebi muito bem...) No Porto, "quarto-de-banho", em Lisboa, "casa-de-banho" No Porto, "pão" ou "molete", em Lisboa, "papo seco"(acho), e há sítios onde é "carcaça" No Porto, "pingo", em Lisboa, "garoto", noutros sítios do país, "café pingado" No Porto, trengo=desajeitado. Do Algarve: griséus=ervilhas, alcagoitas=amendoins, marafada=(é melhor ser um algarvio a defenir, acho que tem vários significados) Vou ver se me lembro de algumas das da minha sogra (da Covilhã), às vezes pergunta-me se eu gosto de algumas comidas e eu não percebo nada... Posted by: Encantada at maio 27, 2004 11:42 PM
Já perguntaram a algum lisboeta o que é um "aloquete" (aloquetecadeado)? E nunca guardaram a roupa nas "cruzetas" em vez dos cabides?! ;) Aqui em Braga uma bica é um pão... ou uma fonte de água. Posted by: Jack at maio 27, 2004 11:48 PM
Madeira: "prisões" = molas de prender a roupa; também se emprega o verbo ir como auxiliar de si próprio: "vamos ir". Posted by: Henrique at maio 28, 2004 08:16 AM
Em Setúbal, amendoins são ervilhanas ou alcagoitas, sargeta é bueiro (como é no Porto, mas não em Lisboa). Carapaus pequeninos são petinga ou carapau pipi, sardinhas pequeninas são esquilha, as conquilhas são cadelinhas. Se me lembrar de mais depois escrevo. E, Encantada, um esclarecimento, maçãs e pêros não são regionalismos. Vocês no Norte é que chamam a tudo maçãs. E o direito à diferença? ;-) Então, as maçãs são achatadas (ex. maçã ricadinha, maçã reineta) os pêros são mais "esféricos" (ex. golden, starking) Distinguem-se facilmente :-) (já uma vez expliquei isto à Jacky - lembras-te?) Posted by: bluecris at maio 28, 2004 09:04 AM
magnórios (norte)= nêsperas (sul) pingadeira (norte)=assadeira (sul) sertã (norte)= frigideira (sul) estrugido (norte) = refogado (sul) Uma das frutas da minha sogra, abrunhos, acho que são ameixas, mas não tenho a certeza... Posted by: Encantada at maio 28, 2004 10:56 AM
"À porta de Tchabes, atchei uma tchabe tchapada no tchão" - tradução: à porta de Chaves, achei uma chave chapada no chão //// Fraga (Trás-os-Montes - sigla =TOM) - pedra grande, pedregulho ////Lameiro (TOM): terreno para cultivo de forragem para animais ///Quinteiro (TOM)=pátio da casa /// Prédio (TOM)=terreno agrícola /// e por aí fora... Posted by: Orlando at maio 29, 2004 12:47 AM
Comentário









Lembrar-se de mim?